COMO DRIBLAR AS CRISES FINANCEIRAS NO CASAMENTO

  • Resultado de imagem para IMAGENS DE CASAIS DISCUTINDO
  • Desde o início da história da humanidade, os casais se deparam com problemas matrimoniais. Claro! O matrimônio é união de pensamentos distintos, e de duas pessoas (homem e mulher) que, por natureza, são totalmente diferentes.
    Mas na maioria dos casos, não são os problemas de gênero que atrapalham o casamento, mas sim, outros fatores que, à princípio, não são graves, mas se forem ignorados no início, acabam sendo acumulados e se tornam grandes pedras de tropeço.
  • 1. Problemas com administração financeira

    No livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, o autor Gustavo Cerbasiexplica como o dinheiro pode ser vilão para o casal, caso não seja bem administrado. No início ele diz: “O grande charme do dinheiro está no fato de ele raramente se mostrar como o vilão da história. Se não há dinheiro para um jantar romântico, o problema é percebido como falta de romantismo; se não há dinheiro para renovar o guarda-roupa, o problema é percebido como desleixo; se não há dinheiro para levar as crianças ao parque, o problema é percebido como falta de carinho. Essas situações encobrem um erro comum: a inabilidade em lidar com o dinheiro ou em torná-lo suficiente”.
    O autor cita perfis de casais que sabem ou não lidar com o dinheiro, e como isso afeta significativamente a relação. Pesquisas apontam os problemas financeiros como o principal fator para a ruína de um casamento. Na verdade, é uma questão de educação financeira. E hoje os casais contam com ótimos recursos para ajudar. Além de obras literárias, os casais podem conversar com um economista. Outra solução que o autor aponta é o de fazer um planejamento mensal, que inclui reservar uma quantia “x” para ser aplicada, e listar com detalhes todos os gastos diários do casal.
  • 2. Falta de tolerância às diferenças

    Cada ser humano possui uma história de vida, e uma personalidade distinta que foi formada ao longo da vida. Então, esqueça se você espera casar com alguém que seja exatamente como você imagina.
    Ao longo do percurso, você vai perceber que essa pessoa tem características desagradáveis para você. Assim como, certamente, você também tem falhas da qual seu cônjuge não goste muito. Ninguém é perfeito e nem será ao longo da vida. E cada um tem seu tempo para progredir. Então, procure meios de ajudar seu cônjuge, sem cobranças, e principalmente de ajudar a si mesmo. Afinal, uma grande transformação começa com nossa própria mudança de atitude.
  • 3. Pouco diálogo

    Qualquer relação estável precisa de conversas saudáveis. Não há como o casal saber o que se passa um com o outro se os sentimentos não forem externados por meio de palavras. Muitos casais, no entanto, dizem que é impossível conversar, já que a conversa sempre acaba em briga.
    Quando o problema não pode ser resolvido a dois, então é hora de buscar ajuda. Um psicólogo pode ajudar, já que, além do conhecimento profissional, ele tem uma visão imparcial do que está acontecendo, e apontará os problemas que estão afetando a relação do casal.
    E lembre-se de que quase todos os problemas podem ser resolvidos. Bastando que o casal tenha força de vontade e coloque o amor acima das imperfeições. O casamento foi feito para durar para sempre.
Postar um comentário